stoiximan.gr

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
VIDA NOVA

Com o Projeto Casulo, Pará garante saúde e dignidade a pessoas transexuais

Consultas, exames e cirurgias são realizadas no Hospital Jean Bitar, que integra a rede pública estadual de saúde

Por Marcelo Zeno (HJB)
26/01/2024 16h53

O Hospital Jean Bitar (HJB), em Belém, é referência no atendimento a pessoas transexuais, por meio do Projeto Casulo, implementado pelo Governo do Pará. A celebração pelos procedimentos e assistência previstos no processo transexualizador, de acordo com a Portaria nº 457, de 19 de agosto de 2008, do Ministério da Saúde, terá seu ponto alto na próxima segunda-feira (29), Dia Nacional da Visibilidade Trans.

Em funcionamento desde maio de 2022, o Projeto Casulo é responsável pelo atendimento ambulatorial e hospitalar de pessoas transexuais no Pará. Atualmente, o Projeto oferta consultas com especialistas e exames laboratoriais na Policlínica Metropolitana, em Belém, além de cirurgias plásticas realizadas no Hospital Jean Bitar.

A psicóloga clínica do HJB, Rayssa Melo, informa que a cirurgia promove a mudança corporal para maior adequação social em relação ao gênero do paciente. “Uma das principais importâncias que a cirurgia acarreta para o paciente é a garantia de qualidade de vida e bem-estar, tendo impacto diretamente no processo de saúde mental, podendo ser agente redutor de prováveis adoecimentos psicológicos e transtornos mentais”, explica Rayssa Melo.

Procedimentos - Para homens trans, o HJB está habilitado para realizar mastectomia masculinizante (retirada da glândula mamária e o reposicionamento da aréola) e pan histerectomia (retirada do útero e ovários). Para mulheres trans, é oferecida a cirurgia de implantes mamários de silicone.

Desde o início do Projeto até este mês, o Hospital Jean Bitar realizou 19 cirurgias em transexuais. Entre as pessoas beneficiadas pelos serviços oferecidos pela equipe multiprofissional está Daniela Rodrigues, 43 anos, moradora do município de Castanhal, na Região Metropolitana de Belém. Ela colocou prótese de silicone, e agora está na fase pós-cirurgia. “Quando eu cheguei no Hospital fui muito bem acolhida pela equipe de profissionais. Nunca me senti menos do que ninguém, nem reprimida, pela forma carinhosa e profissional que fui atendida pelos funcionários”, afirma a paciente.

Encaminhamento- Os interessados no atendimento do Projeto Casulo devem procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) em seus municípios, onde receberão atendimento e, após a avaliação médica, serão encaminhados à Policlínica. Após o atendimento na Policlínica, os pacientes que desejarem realizar os procedimentos cirúrgicos devem ser encaminhados ao Hospital Jean Bitar.

Segundo a coordenadora de Apoio e supervisora de Atendimento, Gleice Moraes, o Projeto Casulo veio para minimizar a insatisfação da população trans em locais que, por várias vezes, sequer respeitam o nome social. “Para mudar essa insatisfação, o Hospital Jean Bitar busca sempre qualificar os profissionais, a fim de facilitar a prática diária e promover o cuidado de qualidade aos nossos usuários”, informa Gleice Moraes.

A coordenadora do Centro Cirúrgico e Central de Material Esterilizado do "Jean Bitar", Luciana Gomes, informa que o HJB possui habilitação em Atenção Especializada no Processo Transsexualizador - Modalidade Hospitalar. “O atendimento hospitalar se dá através da realização de procedimentos cirúrgicos de pacientes encaminhados pela Policlínica. O destaque do serviço se dá por sermos referência no Pará ao oferecer atendimento humanizado e inclusivo aos usuários encaminhados”, explica a profissional.

Reestruturação - Criado pelo Governo do Pará, o Projeto Casulo significa a reestruturação do fluxo ambulatorial e hospitalar para atendimento de pessoas transgênero, sendo vinculado à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

O Hospital Jean Bitar (HJB) pertence à rede de saúde pública do Governo do Pará. É administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano, em parceria com a Sespa. A unidade presta assistência em média e alta complexidade na área ambulatorial e hospitalar a usuários transgêneros, e em clínica médica e cirúrgica para doenças metabólicas e gastrointestinais.

Serviço: O HJB fica localizado na Rua Cônego Jerônimo Pimentel, nº 543, no bairro Umarizal, em Belém. Mais informações: (91) 3239-3800.

Texto: Marcelo Zeno - Ascom/HJB

stoiximan.gr Mapa do site