20bet

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
BANCO DE SANGUE

Campanha de doação de sangue no Hospital Ophir Loyola arrecada 144 bolsas

Evento solidário reforçou o estoque da agência transfusional do centro de alta complexidade em oncologia, que atende pacientes dos 144 municípios do Pará e estados vizinhos

Por Ellyson Ramos (HOL)
19/01/2024 19h09

O Hospital Ophir Loyola (HOL), em parceria com a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), realizou nesta quinta (18) e sexta-feira (19), mais uma campanha de doação de sangue. Por meio da Unidade Móvel de Doação do Hemopa, estacionada em frente ao hospital, doadores puderam verificar se estavam aptos ao procedimento que ajuda a salvar vidas. Ao todo, 144 bolsas foram coletadas.

“Doar sangue é mais que um ato solidário, é um exercício da cidadania e um compromisso com a vida. As doações atendem as demandas transfusionais dos nossos pacientes e, cada bolsa arrecadada, representa a continuidade do tratamento e a renovação de esperança na vida de tantas pessoas que precisam”, afirmou o diretor-geral do HOL, João de Deus.

O HOL realiza cerca de 900 transfusões mensais, uma das maiores demandas no Pará. Os tratamentos utilizados contra o câncer destroem as células doentes e também células do sangue (hemácias). O efeito adverso aumenta a necessidade de transfusão de sangue e componentes, como plasmas, plaquetas, conforme explica a enfermeira Leonice Carvalho, da agência transfusional.

“A transfusão exerce um papel fundamental em um hospital oncológico e que atende outras especialidades de alta complexidade, a exemplo dos transplantes. As campanhas buscam repor o estoque do Hemopa e aumentar o número de doadores. A nossa necessidade é muito grande e contamos com apoio da sociedade para conseguir atender a demanda dos pacientes internados, em tratamento cirúrgico ou ambulatorial”, informou Leonice.

A doação é autônoma, espontânea e voluntária. Um doador pode beneficiar até quatro pessoas. A técnica de enfermagem do HOL, Valdiléia Dias, 48 anos, conhece bem a realidade dos pacientes assistidos no hospital e desde os 26 anos exerce o ato de cidadania. “O sangue realmente é vida para quem precisa, e essa necessidade é acentuada em nossos pacientes, principalmente aqueles que enfrentam doenças hematológicas graves. Alguns chegam a receber até três bolsas por dia”, disse ela.

Thaís Sagica, 27 anos, fez residência no Ophir Loyola e sempre que possível participa das campanhas em prol dos pacientes. “Muitos não conseguem efetivar a doação por algum motivo, como uma vacina recente, viagem por áreas endêmicas e outras situações. Sei da necessidade, então, peço que aqueles que não puderem doar, compareçam à unidade do Hemopa mais próxima da residência. Os pacientes precisam de doações”, afirmou Thaís.

Serviço - Doadores que não puderam comparecer ao hospital nos dois dias da campanha podem se dirigir à sede do Hemopa (Tv. Padre Eutíquio, 2109, no bairro Batista Campos, Belém) ou em postos de coleta da Fundação nos shoppings Metrópole Ananindeua (Rodovia BR 316, nº 4.500, Km 04 - Coqueiro, Ananindeua) ou Castanheira (Rod. BR-316, Km 01 - Castanheira, Belém). As coletas ocorrem de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h.

Para que a doação ocorra é obrigatória a apresentação de um documento de identificação oficial, original e com foto (RG, CNH, passaporte ou carteira de trabalho). É preciso ainda cumprir alguns requisitos, como:

- Estar bem alimentado;
- Ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados de responsável legal); 
- Pesar mais de 50 kg;
- Estar em bom estado de saúde.

Texto: Ellyson Ramos com informações de Leila Cruz

20bet Mapa do site